quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

Diário Gráfico


Oficina de Diário Gráfico  ministrada pelo ilustrador Renato Alarcão . 23 e 25 de novembro em São Luís.

 : D




sábado, 1 de dezembro de 2012

Coleção "um passarinho me contou"







































Agora você também encontra meus trabalhos na Tutti casa (Trav Quintino Bocaiúva, 1259 -Reduto) e na Maricotinha casa (Av Conselheiro Furtado, 2553 Cremação) aqui em Belém.

As telas da coleção " um passarinho me contou" estão nas dimensões de 60x70 pintadas em acrílico sobre tela.
 Melhores detalhes e encomendas ligar para (91) 8333-5533

sábado, 1 de setembro de 2012

Brochuras


   Um pequeno espaço me espera
É o lugar do passeio
Do pouso das ideias.

No silêncio rabiscante
Sou auto
Sou falante        

Num rasgo me apago
 Num risco me revelo

Na orelha
Na costura
Na brochura do caderno



B. Damas

segunda-feira, 16 de julho de 2012

Jogue-se !




Às vezes é bom não ter aonde segurar, é bom se jogar, deixar o vento nos levar para outra direção....
Há poucos meses decidi sair ..construir outro lar, outra morada, outro caminho. 
É quase inacreditável. Bate uma estranheza e também uma certeza de que Deus cuida da gente e aos poucos faz o inconsciente se realizar .









quarta-feira, 13 de junho de 2012

"DEUSconstrução"


  Adentrar os templos de tijolo e vidro pode significar a ruina de um coração...

        Só um coração aprendiz pode alcançar o reino da consciência, a sublime razão que faz conhecer as infinitas formas que a vida pode ter.
       O coração sábio é um templo flutuante, sem berros, sem pedidos, sem moedas, sem degraus, sem gravatas, batas, mantos ou vestidos.  Um coração templificado não tem dívidas com a eternidade, pois, se sabe parte. Não bate o pé como criança tola, mas cura suas próprias feridas. É capaz de refletir, sentir, transcender padrões, sem ruminar seus erros, sem bestificar sua sombra.

Caixinhas de tijolo e vidro infantilizam o espírito. Repelindo “o mundo” constroem mundinhos.
A essência de cada um precisa de lugares mais amplos, daí o motivo de ela habitar dentro de nós...


B. Damas

quinta-feira, 7 de junho de 2012

Para acalmar os "nelvo"...


Um pacote de balão depois de cada refeição!





quarta-feira, 25 de abril de 2012

Passa-raiva


 









Se a raiva não passar: Passarinho
Que mesmo com os pés no chão
vive aos pulos.

B. Damas

                            

quinta-feira, 1 de março de 2012

terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

Pensamentos profundos


 As imagens aos poucos vem à superfície depois de um profundo passeio. Escamas pelo caminho...


B. DAmas

domingo, 12 de fevereiro de 2012

Mais do que cores e formas vazias

Tudo de repente pareceu ficar mudo. Minhas cores emudeceram, lembrando que não pertencem a ninguém. E o traço passou a me olhar num só ponto sem mais riscos... Não por não existirem em algum lugar, mas por um pedido silencioso de descanso e respiração quieta, talvez,  essencial para um renascimento. 
Não creio que tudo seja bloqueio criativo, afinal, existe também o não-fazer em cada coisa feita.
Forçar o funcionamento de algo tão delicado como a imaginação parece-me como retirar o amargo da casca do limão na ilusão de se ter mais suco - mais conteúdo - quando se poderia simplesmente diminuir a energia e parar no doce.

Intui por ficar quieta. Deve ser importante para que possam ficar também no plano da pausa - e assim decidam sozinhos o momento de voltar -, toda cor, toda forma, toda imagem.
Não são minhas, não sou delas, e quando se apresentam eu apenas as deixo passar, porque tudo que vem para nós, vem apenas para passar por nós e seguir livre...

Parece-me um tipo de desescolha deixar-se em paz por um instante. Difícil. Válido.
Antes quieto, parado, com a impressão insistente - e deturpada- de não ser produtivo, do que um fazer de cores e formas vazias pela obrigação de preencher páginas em branco do caderno de desenho...

Que sejam deixados por si mesmos, sem qualquer função, conceito ou significado. Que eu precise talvez, buscar de lugares mais profundos a fonte de minha alegria...

Qual seja o rumo das cores e dos traços que vivenciam em mim sua experiência, que seja de verdade.

B. Damas

segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

Frágil (?)

 Não temas!
 Firme, forte,
 em frente...
 Enfrente!